segunda-feira, agosto 13, 2007

8.

Há muita força em assumir-se fraco.
Fracos são os que fingem fortes e dizem à dor: não.
Não ha força em enganar-se, mas ha força em saber que nao há força
Força é superação!

Eu minto pra mim mesmo. Sou bonito, perfeito.
Fracos são todos os outros que não eu, já eu de fraco tenho nada. Não perco, não choro, não sofro, não durmo, não acordo, não vivo, não morro, não enxergo - a mim mesmo não supero –

Sou insuperável, morro diante do pretérito. Não me movo, sim sou forte. forte como um touro, me rendo ao capuz vermelho que flameja ao braço de um outro. Ao abraço de um outro. Só há abraços se há um outro.
Não ha laços nem então tao pouco abraços.
Dor, amor, rancor, cor... cor... me prendo à cor
Acordo, acordo dentro do amor. há um acordo mudo no olhar de todo autor ha um acordo. Acordo mas é hora de dormir pois, todo acordo está fadado à ruir. Se acordo, acordo para o fato de que não há porque pra que nem pra onde fugir.
Tudo está posto como está! Goste ou não goste. Gosto do meu gosto.
Postar um comentário