terça-feira, fevereiro 07, 2012

Insônia Que Tarda

Ainda dói um pouco
Queria conversar com você
Sei que as vezes ainda dói
Pudesse ter uma tarde só?

Ouvir seus problemas,
Sentados no banco solitário da praça
Sem mascaras
Apenas eu e você
E o sol que tarda

Meu braço ao abraço
Sua cabeça em meu ombro
O silêncio honesto que passa
O sol se pondo

Uma lagrima arrependida que cai
Uma lagrima de silencio que corre
Sabendo que as vezes só
Um 'eu te amo' satisfaz.
Postar um comentário