sexta-feira, janeiro 22, 2016

... Áquila


Durante o dia era
um predador selvagem
roendo ossos
amando, cheiros
nu em pelos
todo por zelo
e o cuido do dia

o Dia pois!

Sempre por perto
observando a volta
no espirito de um canino
o acorde do universo

Que protege uma guerreira incrível!

Noite que se transforma em Águia
onipresente no céu noturno
Sempre alerta em voo, protegendo-o... do mal que paira

espreita o que os separa...
Noite a dentro incansável
como as avessas de um conto de fadas
onde o desfecho
noite dia
terra eixo
raro momento
ao por do sol ou ao por a lua
misteriosamente ínfimo mesmo que infinito
olhos nos olhos
segundos apenas, veem-se em imagem


Postar um comentário