segunda-feira, maio 19, 2008

Nececidade e desejo

Seca terra
Céu azul
Alto e bravo
Sol Candeia

Marca o chão
Largo rastro
Veia aberta
Época negra

Racha, o solo, em vão
No desejo por vê-la
Não sabe o quão
A chuva precisa dele
Postar um comentário