quarta-feira, dezembro 08, 2004

Ansiedade

Palavra que traduz o mais cruel dos sentimentos
Queimando por dentro, inconsciente
Tira fome, tira gosto, tira alegria
Só não sei como tirar esta minha agonia

Perco controle, não consigo pará-lo
Corro, grito, sofro
Não durmo, não como, não morro!

Sinto por dentro, em minhas entranhas
Um fogo destruidor que as consomem
Arrasto-me pelos aposentos
Tento me distrair, mas não cessam os tormentos

Tv, inútil! Ler, nem pensar!
Concentrar-me em qual quer coisa
Nem pensar!
Só mesmo na causa do sofrimento

Insegurança, insensatez
Tudo vindo à tona
AAAAAAAA!
O que faço pra isso parar?

Não consigo viver, não quero morrer
Maldita consciência!
Por que fui inventar de nascer?
A vida dói e não era para doer...

Postar um comentário