terça-feira, outubro 26, 2010

Finito

Ao fim era como uma gangrena
um pedaço podre de mim que crescia
Tentando devorar-me todo por dentro

foi-se então ao tempo
foi, o seu veneno

curado deste mal que tanto me atormenta
o vejo absorto em seus pensamentos
incapaz de reconhecer em seus atos
sabendo que foram insensatos
se desfaz como as nuvens de setembro

mas,

um dia a juventude se vai,
e nossas mentiras esquecidas
voltam em forma de arrependimento.
Postar um comentário