quinta-feira, outubro 07, 2010

Ao Acaso

Estou de volta a dar voltas
Adentro deste mundo mundano
De volta a vida arriscada
noturna
em meio a devaneios de loucura
Leviano
Seguro

No eterno retorno vão da vida boêmia
Um bêbado são
Que se atira ao espaço das multidões
A mercê aleatória da vida vadia
aos riscos dessa vida
Pronto para os prazeres de um novo horizonte
de belas curvas, traços finos e cabelos longos.
Postar um comentário