quinta-feira, maio 05, 2011

Futuro do Pretérito

Te amaria
Se você soubesse esperar um pouco mais
Se um amor passado não vos assombrasse
Se minha fosse su'alma

E se deixasse Te amaria
Ao acaso, como quem não quer nada
Se acaso me permitisse ama-la
Mas há muitos causos nessa estrada

São tantos os casos ao acaso
Que se perde no vácuo
O fio e a meada que nos uniu ao passado.
Assim de repente sem mais nem menos

Como quem não quer nada
Postar um comentário