quinta-feira, janeiro 17, 2008

Sonhologia


Para onde passam os pássaros?
Por sobre passos de quem em sonhos passados
Sonhava que voava por sobre as arvores

Mas agora é tarde, passos passam apressados
Não voam longe, não escalam montes
Não apreciam verdes Prados

Prisioneiros de rotinas diárias
Descontentes com seus trabalhos
Encarcerados, sufocados, encerrados!
Ruas: estreito de enormes prédios e ares pesados

Grandes cidades, pequenas pessoas, muita desigualdade
Não são formigas e nem comem asfalto
São carne viva vivendo em civilidade
Postar um comentário